Algumas vezes tem acontecido que estando a amiga...

Vinicius de Moraes

De repente calma, e eu em sua companhia  Por causa de um céu azul, ou de um azul de nostalgia  Ela me prende e me beija e me acarinha, e eu perdido por aquela  Suavidade, sinto-me criança e peço-lhe para assistir ao banho dela.  E algumas vezes tem acontecido que ela acede, a face quieta  De se sentir amada além da poesia pelo poeta  E me leva pela mão vagamente emocionada, me leva  Lá onde eu sou, vagamente emocionado, e a vejo se despir na treva.  Desde então tudo passa a ser submersão  E risos breves, borbulhos tépidos da água que a enxágua.