Amiga minha, hoje no céu a Lua...

Vinicius de Moraes

Amiga minha, hoje no céu a Lua  Tem uma face que me lembra a tua  A Lua é sempre assim, ou é teu rosto  Que dorme no céu posto, amiga minha?  Ah, desce do teu nicho, rosto puro  E vem iluminar meu leito escuro.  Astro solitário, ó Sol  Ilumina meu poema da tua claridade matinal  Transfunde-lhe nas veias o éter com o azul  E torna-o simples.